News

Chapecoense vence de virada e abre dez pontos do vice-líder da Série B 

20/11/2020 - 23:56

Foto: Guilherme Griebeler/ACFSe a saudade do torcedor estava grande, a partida desta sexta-feira (20), contra o Sampaio Corrêa, serviu para compensar os 10 dias sem jogo do Verdão. Na casa do adversário - vice-líder da Série B - a Chapecoense venceu por 3 a 1 e se isolou, ainda mais, na liderança da competição, abrindo dez pontos do segundo colocado. E o embate foi eletrizante,  com todos os elementos que uma grande partida exige: uma virada heroica e o brilho da estrela de Umberto Louzer, que colocou em campo, na etapa complementar, Alan Santos e Mike, que marcaram o segundo e o terceiro gol e fecharam a conta aberta pelo artilheiro Anselmo Ramon. 

A partida: 

O início de partida foi favorável ao Sampaio Corrêa que, nos seus domínios, teve maior posse de bola e controle das ações do jogo. Com dificuldade para sair jogando e para encontrar espaços na defesa adversária, a Chape viu, aos 32, um pênalti ser anotado para o time maranhense, que converteu com Caio Dantas - artilheiro da Série B - e abriu o placar. O Verdão, no entanto, não se abateu ou intimidou, e ainda no primeiro tempo buscou a igualdade no marcador: aos 46, Busanello cruzou e Anselmo Ramon cabeceou no contrapé do goleiro, sem chance de defesa. 

O gol no final da primeira etapa animou a equipe alviverde para o segundo tempo e, com apenas 16 minutos, o Verdão assumiu a vantagem no duelo. E o gol da virada foi com a marca da superação: Alan Santos - que havia acabado de entrar em campo e fazia o seu segundo jogo após nove meses afastado dos gramados por conta de lesão - apareceu na pequena área para empurrar, com o joelho, para o fundo da rede. Na sequência, aos 30, para ampliar a vantagem e confirmar a flechada, foi a vez de Mike marcar o seu primeiro gol com a camisa verde e branca. O camisa 17 recebeu, na medida, do meia Denner - que também havia acabado de ingressar no jogo - e sacramentou a vitória. 

Palavra do comandante:

Após a vitória, o técnico Umberto Louzer falou sobre a dificuldade do confronto e valorizou a mudança de postura da equipe para o segundo tempo. “Demoramos para nos adaptar, jogar aqui contra o Sampaio Corrêa é muito difícil. Sem querer colocar desculpa, mas o gramado é muito pesado, mais fofo do que a gente é acostumado a jogar. Conversamos isso com os atletas no intervalo e tivemos que mudar o nosso comportamento também. (...) No segundo tempo fomos mais agressivos e quando tivemos a bola não demos de graça para o adversário”. 

Próxima partida:

O próximo compromisso do Verdão é na terça-feira (24), na Arena Condá. Às 21h30, a Chape recebe o Cruzeiro em partida válida pela 23ª rodada da Série B. 

Por Alessandra Seidel

Receive news and exclusive content
Your email has been successfully registered!
Sponsors
Aurora
Unimed
Umbro
Sicoob MaxiCrédito
RENOVIGI
Schumman
Grupo Bugio
Perfyaço
Supporters
Brahma
Betsul