Gilmar Dal Pozzo e Thomás Bedinelli falam sobre decisão diante do Operário-PR

Na manhã desta sexta-feira (07) o Verdão do Oeste realizou o seu último treinamento preparatório para a partida diante do Operário-PR. Antes das atividades iniciarem, o treinador Gilmar Dal Pozzo e o meia Thomás Bedinelli concederam uma coletiva de imprensa e reiteraram o valor do jogo e também a importância do apoio do torcedor.

“É uma decisão para nós. Temos que ter esse sentimento e espírito. É um jogo diferente e por isso temos que jogar com coragem, com o coração e com a alma. (…) A participação do torcedor nos últimos jogos tem sido determinante. A diretoria fez um esforço muito grande e colocou promoção nos ingressos, então a gente espera no mínimo 10 mil pessoas amanhã para nos apoiar”, afirmou o comandante alviverde.

Para Thomás, desde a partida diante da Ponte Preta a equipe e a torcida criaram uma sinergia muito grande, o que tornou o torcedor uma espécie de 12º jogador. “Desde o primeiro minuto eles nos ajudam. Eu estava comentando sobre o jogo do Bahia, que foi uma coisa que mexeu bastante com a gente. Nós chegamos e a torcida estava ali fora nos apoiando. (…) Todo mundo quer ganhar, a gente entra em campo para dar a nossa vida e sempre que você vê essa torcida do lado de fora e essas pessoas nos apoiando é uma motivação extra para conseguir o resultado”.

Conforme Dal Pozzo, “a vitória e sucesso de uma equipe passam pelo desempenho e a mentalidade forte de todos os atletas. (…) Aqui a gente está fazendo isso bem e há o entendimento deles para a gente estar sempre fortalecido nas decisões, que são uma na sequência da outra”. Além disso, Gilmar declarou que leva consigo alguns princípios para a equipe sair com a vitória. “Imposição física, tática, técnica e, principalmente, imposição mental. A gente conseguindo colocar essas quatro situações no campo, a probabilidade de resultado é muito grande”.

Desde que chegou ao clube, Thomás fez dois gols e anotou duas assistências para o Verdão do Oeste. Atualmente, é um dos atletas mais elogiados pelo seu desempenho dentro das quatro linhas. “Vivo um bom momento, mas eu credito isso ao grupo inteiro, porque todos me ajudam muito. (…) O Gilmar e a comissão tem me dado muita confiança e eu espero continuar dentro de campo fazendo valer isso”.

Para a partida de amanhã, o meia declarou que a Chapecoense precisa jogar com muita inteligência pelos três pontos. “O nosso staff estudou muito a equipe adversária e passou tudo para a gente, então estamos super preparados. É chegar amanhã dentro de campo com muito foco, muita concentração nos 90 minutos e conseguir esse resultado, mas com equilíbrio”.

O confronto entre Chapecoense e Operário-PR está marcado para amanhã, sábado (08), às 11h e é válido pela 34ª rodada da Série B. A Chape é a atual 15ª colocada da competição, com 38 pontos.

Por João Vítor Heemann

Notícias relacionadas


Últimas Notícias

Chapecoense é o primeiro clube brasileiro a lançar e-book escrito pelos atletas da base

Pré-temporada do Verdão terá início na próxima semana

Informação | 7 de dezembro de 2022

Alexandre Souza é o novo preparador físico da Chapecoense

Chapecoense sub-20 se reapresenta para a preparação da Copa São Paulo

×