Seu brinquedo vale um ingresso!

Que tal dar ao seu brinquedo usado – mas em bom estado – a chance de fazer outra criança feliz? Isso é possível através da “Operação Criança Feliz”, promovida pela Confraria do Bem e apoiada pela Associação Chapecoense de Futebol. A ação – totalmente voluntária – tem o objetivo principal de arrecadar brinquedos que, posteriormente, serão doados a crianças de comunidades carentes.

Percebendo a magnitude e, principalmente, o significado e a importância especial da iniciativa, a Chape abraçou a causa a fim de torná-la ainda maior. Como primeiro passo, o clube divulgará, intensamente, a operação em suas redes sociais. A segunda grande ação envolve a partida do próximo sábado: o clube disponibilizará uma cota de 500 ingressos para o jogo entre Chapecoense e Atlético-MG – que acontece às 16h – que poderão ser trocados por brinquedos em bom estado. A permuta poderá ser realizada na Central de Atendimento ao Sócio a partir desta quinta-feira (04), às 17h, até o sábado (06), às 12h. Após a abertura da Arena Condá, que acontece às 14h, os portões de acesso ao estádio também terão pontos de troca – caso ainda restarem ingressos – e serão local de coleta.

O protocolo de entrada em campo também será especial: os mascotinhos da Chape estarão vestindo uma camisa em alusão à campanha e, além disso, os atletas e os pequenos também farão uma intervenção especial, ainda mantida como surpresa pelo clube. Passada a partida de sábado, a Loja da Chape e a Loja Mania Verde e Branca – no Shopping Pátio Chapecó – continuarão como pontos de coleta. Após a fase da arrecadação, o clube também participará da entrega dos brinquedos.

Mentora da ação, a “Confraria do Bem” iniciou como um grupo no Whatsapp que reúne pessoas dos mais variados perfis, mas unidas com o propósito único de fazer o bem e espalhar sorrisos. Conforme Cintia Lara, uma das integrantes da confraria e principais incentivadoras da ação, a parceria com a Chapecoense é fundamental e será um diferencial para a campanha.

“Chapecoense não é só futebol. Chapecoense sempre representou muita união, força de vontade, garra. As pessoas tiveram que se unir – os torcedores, as empresas, toda uma sociedade – pra fazer a Chape chegar onde ela chegou. Isso, por si só, já mostra que a história da Chapecoense influencia muitas pessoas. (…) E hoje, a Chape tem um poder de influência mundial. E nós queremos essa influência para ajudar a fazer o bem! Pra gente crescer, temos que dar as mãos”, disse. “A gente precisa que pessoas comuns façam coisas extraordinárias para dar exemplo para as outras”, finalizou.

Por Alessadra Seidel

Notícias relacionadas


Últimas Notícias

Primeira edição do Outlet do Verdão acontecerá na próxima semana

Chapecoense é o primeiro clube brasileiro a lançar e-book escrito pelos atletas da base

Pré-temporada do Verdão terá início na próxima semana

Informação | 7 de dezembro de 2022

Alexandre Souza é o novo preparador físico da Chapecoense

×