Notícias

“Era um sonho que eu tinha, um objetivo, ajudar a Chape.”

19/04/2022 - 19:53

Foto: Julia Galvão/ACFNo dia 17 de abril de 2019, quando fazia o seu segundo jogo com a camisa da Chapecoense, o goleiro Vagner Brandalise sofreu uma das lesões mais graves da sua carreira. Na última sexta-feira (15) - dois dias antes do aniversário de três anos do ocorrido - o arqueiro entrou em campo para defender a meta alviverde pela segunda oportunidade após o seu novo começo. Com uma atuação consistente e papel fundamental na vitória do Verdão sobre o Grêmio, Vagner concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira para falar sobre o momento vivido. 

Questionado sobre os desafios enfrentados no período longe dos gramados, o goleiro falou sobre situações e pessoas determinantes no seu processo de recuperação. "Teve momentos em que pensei em largar a carreira, mas graças ao pessoal aqui do clube, minha família, meus filhos, minha esposa, meus pais, Deus também - porque a gente se apega muito a Deus nestes momento de dificuldade - eu consegui voltar a jogar futebol. Era um sonho que eu tinha, um objetivo quando eu vim pra cá em 2019, ajudar a Chape. (...) Hoje estou conseguindo realizar esse sonho. Espero corresponder a altura da equipe, do clube, e ajudar a voltar a Chape para a Série A, onde merece estar". 

Sobre as condições físicas após ter enfrentado uma série de novas lesões que o impediram de atuar por três temporadas, Vagner falou sobre o trabalho que vem sendo realizado a fim de adaptar movimentos e buscar a melhor forma. "Tem vários movimentos que me limitam um pouco e que estou tentando adaptar ainda. Na primeira lesão, tive quatro ou cinco lesões juntas que acabaram prejudicando bastante a articulação do joelho, ainda estou tentando achar o movimento correto para a execução do movimento, mas o Cezar e o Marcelo (preparadores de goleiro) vem me ajudando bastante. A gente vai adaptando, tentando fazer o melhor, a cada dia corrigindo um pouquinho, melhorando, pra logo, logo estar 100%, fazer os jogos sem dor e ajudar a Chape". 

Pelo longo período no clube e por ser uma liderança incontestável no vestiário, o arqueiro finalizou a entrevista falando do entendimento do grupo sobre o que representa vestir a camisa alviverde. "Um pouco antes de começar a competição foi feito um vídeo que nos mostrou um resumo da trajetória da Chape. Foi um vídeo de arrepiar, de se emocionar. Ali o pessoal já sentiu um pouquinho o que é vestir a camisa da Chape. O que é a torcida, o que a cidade sente quando tem jogo aqui. Então o pessoal que chegou, está chegando para somar. Quem já jogou aqui contra a Chape, sabia que jogar aqui era complicado. Que tinha que suar sangue pra levar uma vitória e muitas vezes não levava. Então, quem vem já vem com esse pensamento e o objetivo de colocar a Chape na Série A" . 




 

Receba novidades e conteúdos exclusivos
Seu email foi cadastrado com sucesso!
Patrocinadores
Aurora
Unimed
Umbro
Sicoob MaxiCrédito
Grupo Bugio
Dobuy
PixGold
Apoiadores
Contato pelo WhatsApp WhatsApp