Notícias

Chapecoense busca dar sequência à boa fase

10/03/2017 - 17:53

Após grande estreia na Libertadores, vitória por 2 a 1 diante do Zulia, na Venezuela, a Chapecoense segue preparação para o segundo turno do Campeonato Catarinense, que começa neste sábado, contra o Inter de Lages, em Lages, às 16h. O time trabalhou ontem e hoje no CT do Avaí, em Florianópolis. Segundo o lateral Reinaldo, a vitória na competição internacional é um combustível a mais para o time no Estadual, engana-se quem pensa que a Chape vai deixar a competição de lado. “Tenho certeza que cada um de nós tem o pensamento de fazer um segundo turno muito bom, ser campeão para disputar a final do Catarinense,” afirmou o autor do primeiro gol da história do clube na Libertadores.

O zagueiro Nathan, segue a mesma linha de pensamento. Mesmo com a possibilidade de algumas alterações em relação à equipe que iniciou o jogo da Libertadores, devido o grande desgaste com a partida e a viagem, ele destacou que os jogadores tem que saber administrar as duas competições e a euforia com bons resultados. “A gente tem que saber lidar com os campeonatos. A Libertadores passou, já foi. A gente não pode se empolgar de mais com essa vitória. Temos que lembrar que o Catarinense ainda tem mais um turno inteiro pela frente.”

Nathan também diz ser normal a alternância de algumas peças no time titular num processo de reconstrução como esse que o clube vive. Ele ainda comenta que o time deve manter a mesma postura de entrar para ganhar, tanto dentro quanto fora de casa. Com cinco vitórias e um empate nas últimas seis partidas disputadas pelo Catarinense, Primeira Liga e Libertadores, o Verdão vive seu melhor momento na temporada. Reinaldo avalia que o time teve grande evolução, principalmente pelo entrosamento conquistado, mas que ainda tem muita coisa para melhorar e isso será conquistado com muito trabalho e união.

Reinaldo também comenta o gol histórico pela Libertadores. Segundo o lateral, a cobrança de falta naquele estilo vem sendo trabalhada nos treinamentos. “O professor Mancini vem pedido em todos os jogos para quando tiver essas faltas laterais, eu bater fechado para complicar a vida do zagueiro e do goleiro adversário… Graças a Deus a bola foi forte, rápida, e com a ajuda do vento também, ela entrou”, destacou.

O time precisou de uma ampla logística para participar dos dois jogos com o time principal. A delegação saiu no sábado (04) de Chapecó e retorna apenas após o jogo de amanhã.

Texto: Rafael Bressan
Foto: Maria Luisa Dias/ Mafalda Press

Receba novidades e conteúdos exclusivos
Seu email foi cadastrado com sucesso!
Patrocinadores
Aurora
Havan
Unimed
Umbro