Notícias

Camilo prega concentração para não deixar a vitória escapar

15/08/2019 - 17:11

Foto: Márcio Cunha/ACFNo próximo domingo (18), a Chapecoense entra em campo para mais um grande compromisso da temporada 2019. Contra o Avaí, a equipe alviverde disputa partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro e muitos consideram o confronto como um divisor de águas. Para o meia Camilo, o clássico possui importância especial. “Ambas as equipes precisam da vitória para sair da zona de rebaixamento. Vai ser um jogo difícil, como qualquer outro na Série A, e a gente tem que fazer o nosso fator casa voltar. Precisamos muito disso pra somar pontos e sair da zona de rebaixamento”.

Ainda sobre a força da Arena Condá, o atleta destacou, também, que é fundamental valorizar o fato de um time do interior estar, há seis anos, entre os 20 melhores do país. “A gente precisa do torcedor, da cidade, de todo mundo jogando junto. Não é fácil jogar a Série A. Você sempre está disputando com equipes que tem mais investimento, às vezes com maiores estruturas. Então, a gente precisa que todo mundo jogue junto. (...) Em 2014 e 2015, todos os jogos estavam cheios, então, a atmosfera dentro de campo era diferente. (...) Eu não quero deixar o meu nome na história por ter um descenso com a Chapecoense, então a gente tem que levar isso na veia pra fugir disso”.

O meia destacou o potencial do grupo e afirmou a capacidade que o time tem de conseguir bons resultados, independente da dificuldade dos confrontos. Para ele, a mudança de atitude e a concentração são cruciais para que a Chape some os três pontos. “Uma vitória pode mudar tudo. Essa é a nossa concepção. O próximo jogo. Não dá pra ficar se lamentando, não tem como voltar no jogo passado. Futebol é muito dinâmico, muito rápido. É claro que você leva uns dias, não dorme direito, fica aquela pressão na cabeça, mas tem que levantar no outro dia, vir aqui, trabalhar muito, se concentrar muito, trabalhar muito, se dedicar muito e ir com foco para o que a gente precisa”. 

Por fim, o camisa 88 falou da própria motivação em vestir a camisa da Chapecoense e afirmou o desejo de ajudar os companheiros e o clube a sair da situação desconfortável. “To muito motivado. Gosto muito de Chapecó, minha família também. Tenho total consideração pelo clube e vivo isso daqui intensamente. Estou feliz, mas a felicidade é completa quando o resultado vem. Então, você se sente mais confortável pra poder jogar. Eu venho ganhando maturidade, apresentando uma crescente boa, mas isso tem que ser acompanhado de resultado. Isso te dá mais confiança; daqui a pouco sai o primeiro gol. E eu quero ajudar meus companheiros, falando do local, do clube”. 

Por Alessandra Seidel


 

Receba novidades e conteúdos exclusivos
Seu email foi cadastrado com sucesso!
Patrocinadores
Aurora
Havan
Unimed
Umbro
Sicoob MaxiCrédito
Apoiadores
Brahma
Volkswagen