“Coragem e Desejo de Vitória”: Chapecoense flecha o Cruzeiro no Mineirão

Se em Chapecó, na noite desta quinta-feira (20), as temperaturas despencaram, em Belo Horizonte, no Mineirão, a partida entre Cruzeiro e Chapecoense pegou fogo desde os minutos iniciais. Isso porque, na casa do adversário, o Verdão foi um visitante indigesto e venceu a equipe celeste pelo placar de 1 a 0. No gol – marcado nos minutos iniciais do embate – prevaleceu a infalível “Lei do Ex”, com Anselmo Ramon recebendo na medida de Paulinho Moccelin e chutando, de primeira, da entrada da área. O atacante, no entanto, não foi o único protagonista da vitória: na atuação consistente do Verdão, destaque para o setor defensivo, preciso e seguro, que segue sem ser vazado na Série B do Brasileirão. Com o resultado positivo, a Chape continua invicta na competição e, em contrapartida, quebrou a série de vitórias do adversário.

A partida: 

O início de jogo foi equilibrado, mas bastaram nove minutos para que a efetividade alviverde prevalecesse e a equipe inaugurasse o placar no Mineirão: Paulinho Moccelin ajeitou e Anselmo Ramon, de primeira, finalizou. A bola ainda desviou no zagueiro, encobrindo o goleiro Fábio e morrendo dentro do gol. Nos minutos finais da primeira etapa, o camisa nove ainda participou da jogada que quase resultou no segundo da Chape: Em linda virada de bola, ele encontrou Paulinho Moccelin na direita do ataque, que recebeu e chutou cruzado, mas Aylon não alcançou.

No começo da etapa complementar, Anselmo invadiu a área e chutou cruzado, obrigando grande defesa de Fábio. Na sequência, aos 15, o autor do gol tentou mais uma vez, e levou perigo em chute cruzado que quase encobriu o goleiro adversário. Depois das chances criadas pelo Verdão, o Cruzeiro passou a pressionar em busca do empate, mas esbarrou na grande atuação dos zagueiros alviverdes que, sempre que acionados, foram precisos e seguros.

 

Palavra do Comandante:

Após a partida, o técnico Umberto Louzer destacou a coragem e o desejo de vitória como fatores primordiais para a conquista dos três pontos fora de casa e diante de um forte adversário.

“Começamos o primeiro tempo em cima do adversário, pressionando, por isso a ideia dos quatro atacantes, para surpreendê-los aqui dentro e gerar um desequilíbrio no sistema defensivo deles. (…) Valorizar a vitória, não é fácil vir jogar aqui e muito menos vencer, então os atletas estão de parabéns pela dedicação e pela entrega que tiveram. Estamos no caminho certo” disse.

Próxima partida: 

A Chapecoense volta a campo na próxima segunda-feira (24), às 20h, na Arena Condá, para disputar contra o Guarani partida válida pela 5ª rodada da Série B.

Por Alessandra Seidel 

Notícias relacionadas


Últimas Notícias

Três categorias e quatro finais: Base da Chape é destaque em Santa Catarina

Fechados com a Chape: meio-campo Kaio Mendes e atacante Danrlei são oficializados pelo clube

Chape renova contratos com Cleylton, Kevin, Ronei e Pablo Oliveira

Chapecoense é vice-campeã do Sul-Brasileiro BG Prime sub-17

Para Sempre Lembrados: Chapecoense divulga iniciativas para o dia 29 de novembro

×