Hemerson Maria projeta a estreia da Chapecoense no Campeonato Catarinense

Depois de quase três semanas de trabalhos intensos na pré-temporada, a Chapecoense está preparada para a estreia no Campeonato Catarinense. O primeiro compromisso do ano será contra o Avaí, numa releitura da final do estadual de 2019. No último pronunciamento oficial antes da estreia, o técnico Hemerson Maria falou sobre o período de treinos. “Foi um período muito produtivo, onde foi dado ênfase, inicialmente, a parte física e quero aqui parabenizar os atletas, que chegaram num estágio muito bom, e isso favoreceu para que a comissão já introduzisse a metodologia. Fizemos trabalho com bola já no primeiro treinamento e fomos colocando os conceitos que nós pensamos e acreditamos que possas fazer que a Chape se torne uma equipe vitoriosa, forte e competitiva”. O comandante afirmou que os 11 atletas que entrarão em campo na condição de titulares contra o Avaí são o que o clube tem de melhor, mas fez questão de destacar a evolução dos demais jogadores.

O comandante alviverde – que também fará sua estreia a frente do time – destacou a dificuldade do Campeonato Catarinense e falou sobre a importância de largar com um resultado positivo. “Amanhã é outro jogo, outra história, é um clássico. (…) O jogo de amanhã é um jogo no qual nós vamos ter que jogar muita bola, nos superar muito. Se dedicar bastante, desde o início da partida, para que possamos ter um resultado de vitória. Isso vai fazer com que a gente consiga dar mais confiança ao nosso torcedor, chamar ele pra junto da equipe e ter uma temporada vitoriosa”.

Além de exaltar a qualidade do período de preparação, o técnico  falou sobre a importância de resgatar a identidade aguerrida da Chapecoense e do quanto este será um fator fundamental para a retomada dos resultados positivos. “Com todo respeito aos profissionais que passaram aqui (…), a Chapecoense tem uma identidade própria. Eu, por ser catarinense, não tem jeito. Vir aqui jogar em Chapecó e dizer que vamos ser uma equipe técnica, que vai só tocar a bola e cadenciar o jogo, não existe. Você vem jogar em Chapecó e sabe que vai pegar uma equipe competitiva, uma equipe guerreira, um torcedor que não desiste e fica o tempo todo incentivando. Então, essa identidade tem que ser resgatada. Que a partir do momento que o árbitro apita o início de jogo, o torcedor tenha a percepção de que a equipe está sedenta pela vitória”.

Por fim, Hemerson destacou a importância do apoio da torcida, principalmente no período em que o grupo estiver buscando o entrosamento necessário para converter as atuações em resultados. “Quando a gente não conseguir manter o ritmo, vamos precisar muito do apoio que vem da arquibancada. E eu tenho certeza de que o torcedor da Chapecoense vai ser nosso parceiro. É um ano em que nós queremos retomar o caminho das vitórias, em que nós queremos colocar a Chape no lugar que ela merece. Mas nós temos que cumprir etapas. A primeira etapa é a definição dos 11, depois a gente dá um padrão de jogo para a equipe e depois tentar alcançar os resultados”.

Chapecoense e Avaí entram em campo às 21h30 desta quarta-feira (22), na Arena Condá.

 

Por Alessandra Seidel

Notícias relacionadas


Últimas Notícias

Primeira edição do Outlet do Verdão acontecerá na próxima semana

Chapecoense é o primeiro clube brasileiro a lançar e-book escrito pelos atletas da base

Pré-temporada do Verdão terá início na próxima semana

Informação | 7 de dezembro de 2022

Alexandre Souza é o novo preparador físico da Chapecoense

×