Sob os olhos de Kleina e o comando de Cris, Chape encara o Atlético Mineiro

Retomar o caminho das vitórias. Esse é o objetivo da Chapecoense na noite desta quarta-feira (18), quando a equipe entra em campo na Arena Independência, em Belo Horizonte, para partida contra o Atlético Mineiro. Após uma sequência de resultados negativos, pontuar – mesmo que fora de casa – é fundamental para as pretensões da equipe na competição. E para conquistar esse objetivo, a Chape já conta com um fato novo: a chegada do técnico Gilson Kleina que, apesar de ainda não ficar à beira do gramado para comandar a equipe, irá acompanhar a partida e o desempenho do grupo de perto.

A contratação do novo técnico foi anunciada na última segunda-feira, após a Chapecoense ser comandada por cinco jogos no Brasileirão – seis com o desta noite -, de forma interina, pelo auxiliar técnico Emerson Cris. Conforme Rui Costa, Diretor Executivo de Futebol da Chapecoense, desde o momento em que Emerson foi colocado na posição de interino, o clube se comprometeu em preservá-lo, por acreditar no potencial de crescimento do profissional. Deste modo, quando os resultados passaram a ser aquém do esperado, optou-se pela contratação de Kleina que, conforme Rui, foi uma antecipação do projeto. “Nós começamos o planejamento de 2018 com Kleina (…) e a primeira meta desse planejamento é manter a Chapecoense no seu lugar, que é a Série A” destacou.

Como principais características que pesaram a favor da escolha por Kleina, Rui destacou a capacidade de adaptação do treinador. “Experiência, capacidade de lidar com situações como essa. Ele tem um histórico de comando de grupo muito positivo. Rapidamente ele absorve as necessidades do grupo e isso é muito importante para nós”, salientou. O diretor destacou que o novo comandante tem amplo conhecimento sobre o grupo alviverde e que está estudando a equipe desde que iniciaram as sondagens. Rui afirmou, ainda, que desde a primeira conversa que teve com Kleina o treinador demonstrou entusiasmo em treinar a Chapecoense – outro fator determinante para a escolha.

Para a partida desta noite, a Chape irá a campo com mudanças na formação e com o meio campo reforçado. Luiz Antonio e Amaral – que retorna após seis meses de tratamento de lesão no ligamento cruzado – entram nas vagas de Túlio de Melo e Lucas Mineiro. Quem também retorna à equipe é Moisés Ribeiro, que cumpriu suspensão na última partida. Chapecoense e Atlético Mineiro se enfrentam às 21h, na Arena Independência, em partida válida pela 29ª rodada do Brasileirão.

Texto: Alessandra Seidel | Foto: Sirli Freitas

Notícias relacionadas


Últimas Notícias

Primeira edição do Outlet do Verdão acontecerá na próxima semana

Chapecoense é o primeiro clube brasileiro a lançar e-book escrito pelos atletas da base

Pré-temporada do Verdão terá início na próxima semana

Informação | 7 de dezembro de 2022

Alexandre Souza é o novo preparador físico da Chapecoense

×