A cara da Chape: De virada, Verdão vence o Atlético-MG em Minas Gerais

Eletrizante e emocionante! Se fosse possível traduzir, em adjetivos, a partida entre Atlético Mineiro x Chapecoense, na noite desta quarta-feira (18),  os escolhidos seriam estes. Na Arena Independência, em Minas Gerais, as equipes entraram em campo dispostas a manter, do começo ao fim, um jogo extremamente disputado, movimentado e repleto de reviravoltas, proporcionando aos torcedores presentes no Horto um duelo de encher os olhos. Incansável e sem se entregar, foi a Chape quem teve os esforços de toda a partida recompensados, conquistado os três pontos fora de casa e se distanciando do Z4.

Ainda sob o comando de Emerson Cris, mas já sob o olhar atento de Gilson Kleina – novo técnico da equipe – a Chape foi para o jogo com mudanças no esquema tático e nas peças que compõem a equipe. No 4-4-2, Cris apostou na entrada de Amaral no lugar de Lucas Mineiro e Luiz Antonio no lugar de Túlio de Melo, além de poder contar com o retorno de Moisés Ribeiro. Bastaram cinco minutos de partida para a Chape mostrar a que veio, com Wellington Paulista acertando a trave da meta mineira. Na sequência, no entanto, o Galo deu a resposta. Aos oito minutos, Robinho encontrou Valdívia, que abriu o placar para o Atlético. Mas o gol adversário não conteve o ímpeto alviverde. A Chape continuou insistindo no ataque e levando perigo ao gol de Victor, até que aos 30 Wellington Paulista acertou chute cruzado e rasteiro, igualando o marcador. O empate fora de casa já parecia um bom resultado, mas a Chape queria mais. Aos 42 da etapa inicial, Canteros recebeu de Luiz Antônio e virou o placar, determinando a vitória parcial do Verdão.

Mantendo o ritmo, o segundo tempo de partida iniciou igualmente movimentado. Logo aos 4 minutos, após falta em Moisés Ribeiro, Elias foi expulso. Mesmo com um a menos, no entanto, o Galo voltou a igualar o placar aos 22 minutos, quando Fred marcando o segundo dos mineiros. Mas a Chape não se entregou. Com a raça na ponta da chuteira e disputando cada bola como se a partida fosse uma final, aos 34 o Verdão, novamente, ficou a frente no marcador. Luiz Antonio recebeu na medida de Reinaldo e, de primeira, estufou as redes do goleiro Victor, anotando o terceiro e sacramentando a importante vitória da Chapecoense. Uma vitória com a cara do clube.

Ao final da partida, o interino Emerson Cris falou sobre a importância do resultado.  “Hoje foi uma vitória de extrema importância para aquilo que a gente pretende no campeonato. Tivemos a felicidade de transformar um bom jogo numa vitória. E que a gente consiga manter isso para os próximos jogos”, destacou.

O próximo compromisso da Chapecoense é no próximo domingo. Na Arena Condá, a equipe recebe o Fluminense para mais uma decisão válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Texto: Alessandra Seidel | Fotos: Bruno Cantini – Atlético Mineiro

Notícias relacionadas


Últimas Notícias

Informação | 7 de dezembro de 2022

Alexandre Souza é o novo preparador físico da Chapecoense

Chapecoense sub-20 se reapresenta para a preparação da Copa São Paulo

Comunicado | Boletos

Fechado com a Chape: Goleiro Airton é o novo reforço do Verdão

×